Wilson Lima quer integração da sociedade para construção do Plano Estadual de Segurança Pública

44

O destaque foi feito durante a abertura da 5ª edição da Semana de Integração do Sistema de Segurança Pública, nesta segunda-feira (8/4), no Centro de Convenções Vasco Vasques

 

Da Redação | CNA7
[email protected]

O governador Wilson Lima destacou a importância da participação da sociedade civil organizada na construção do Plano Estadual de Segurança Pública, documento que orientará os investimentos em programas, projetos e ações de governo para os próximos anos na área. O destaque foi feito durante a abertura da 5ª edição da Semana de Integração do Sistema de Segurança Pública, nesta segunda-feira (8/4), no Centro de Convenções Vasco Vasques, localizado na avenida Pedro Teixeira, Dom Pedro, zona centro-oeste de Manaus.

“Não temos como trabalhar de forma isolada, principalmente em relação à segurança pública. Nós temos um problema muito grande por conta das nossas fronteiras, que são enormes. A gente precisa desse trabalho de integração. Essas ações precisam ser planejadas de acordo com as ações do Governo Federal para que a gente possa caminhar unidos, sobretudo no combate ao tráfico de drogas”, afirmou o governador. “Vamos organizar audiências com a sociedade civil organizada, com comunitários, indústria e comércio para que possamos trabalhar integrados”, completou.


Fotos: Diego Peres/Secom

Durante o evento, organizado pela Secretaria Executiva Adjunta de Gestão Integrada (Seagi), da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), os órgãos do sistema irão debater os resultados do trabalho realizado em conjunto e traçar as metas para o futuro. Nesta terça-feira (9/4), às 9h, será realizada audiência pública inédita, aberta à participação popular, para a discussão do Plano Estadual de Segurança Pública.

“Desde que assumimos o governo nós estamos trabalhando para reduzir custos e ampliar serviços. É um desafio muito grande. Tenho conversado com muitos governadores que falam da dificuldade que estão enfrentando, principalmente na segurança pública, em razão da falta de recursos. No Amazonas, 82% das atividades econômicas estão concentradas na capital. Quando há esse desequilíbrio aumentam problemas na área de saúde, educação, na geração de emprego e renda, e principalmente na segurança”, observou Wilson Lima.

O governador do Amazonas fez questão de destacar os avanços na área de segurança pública do estado nos primeiros meses de governo, como a queda de 40% nos assaltos a ônibus do transporte coletivo no primeiro bimestre e de 38% no número de latrocínios. “A gente está agindo com muita responsabilidade para saber o que é possível dentro do Governo do Estado”, afirmou Wilson Lima, que lembrou a garantia dada recentemente aos policiais militares e bombeiros de ganho de 14,74%, em 2019.

Audiência – De acordo com o secretário de Segurança Pública, coronel Louismar Bonates, a audiência pública desta terça-feira (9/4) é uma etapa extremamente importante para a construção do Plano Estadual de Segurança Pública. Participando, a população vai poder indicar os rumos para investimentos e outras estratégias para melhorar a segurança, a proteção da sociedade e o combate à violência.


Fotos: Diego Peres/Secom

O Plano Estadual de Segurança deve ser alinhado ao Plano Nacional lançado pelo Governo Federal, em 2017. Entre as metas estão a modernização do sistema penitenciário; o combate integrado às organizações criminosas, ao tráfico de drogas e de armas; a redução do feminicídio e da violência contra a mulher; além da diminuição de homicídios dolosos.

“As quatro últimas edições envolveram uma pequena parcela as Secretaria de Segurança, nesta quinta edição decidimos avançar e envolver toda a sociedade civil organizada. Estamos alinhando nossos objetivos estratégicos aos emanados pela Secretaria Nacional de Segurança Pública. Esse trabalho inovador precisa da participação de seu maior interessado: o cidadão amazonense”, afirmou o secretário Louismar Bonates.

“A nossa ideia é apoiar com recursos, com a nossa presença e divulgação dos trabalhos, integrando tudo isso para que tenhamos um país mais seguro. A integração é até um requisito para que possamos repassar recursos do Fundo Nacional de Segurança Pública para os estados. Nesse caso, o Amazonas praticamente já fez o dever de casa”, afirmou o secretário nacional de Segurança Pública, general Guilherme Theophilo.