Unidade Prisional de Parintins oferece curso de pintura predial

120

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária do Amazonas (Seap), em parceria com o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), iniciou o curso de pintura predial para 30 reeducandos da Unidade Prisional de Parintins (Uppin), distante a 369 quilômetros de Manaus.

Essa é a primeira vez que os internos da unidade participam de cursos profissionalizantes. As aulas de pintura predial terão duração de 45 dias, com carga horária de 120 horas, e previsão de término no final do mês de setembro. O curso está sendo realizado todos os dias, das 8h ao meio-dia.

Para o diretor adjunto da Uppin, Maycon Souza, a atividade será benéfica tanto para os internos como para a unidade: “O curso será de extrema importância, haja vista que os reeducandos sairão com uma profissão certificada, o que pode ajudá-los no mercado de trabalho. O curso funciona como uma terapia ocupacional e fará com que eles percebam que, apesar de estarem privados de liberdade, não estão esquecidos dentro do sistema”, opinou.

Durante o curso, os participantes terão a chance de demonstrar, em aulas práticas, as técnicas adquiridas com os instrutores, como a preparação das paredes para receber a pintura, aplicação de massa, lixamento e a aplicação da tinta. “Os internos vão colocar o aprendizado em prática pintando o próprio presídio”, disse Souza.

Parceria – A parceria entre a Seap e o Cetam tem como objetivo oferecer cursos de qualificação profissional pelo programa de Formação Inicial e Continuada (FIC), no intuito de que os reeducandos possam ser inseridos no mercado de trabalho após o término da sua pena.

FOTOS: Divulgação/Seap