Série C: Clássico mais importante do milênio termina empatado e Remo é eliminado

141

O Paysandu empatou com o Remo em 1 a 1 e se classificou para a fase mata-mata da Série C. Já o Leão foi eliminado da competição, já que o Ypiranga venceu o Juventude por 1 a 0, no Alfredo Jaconi, terminando a fase na liderança do grupo B.

Igor Mota/ O Liberal
Festa do Paysandu, tristeza do Remo (Igor Mota/ O Liberal).

No Re-Pa 749, o Leão foi quem saiu na frente no placar, com gol de Wesley. Mas o Papão conseguiu marcar no segundo tempo para deixar tudo igual no Mangueirão, com gol de Vinícius Leite.

O resultado deixou o time bicolor na quarta posição, com 28 pontos. Foi a mesma pontuação de todos os outros times do G4, mas as colocações foram definidas pelo critério de desempate.

Nas quartas de final da Série C, o Papão vai enfrentar o Náutico-PE. A partida será na semana que vem, em data e horário que ainda serão informados pela CBF.

Gol azulino

Aos 6 minutos, Micael errou na saída de bola. Wesley bateu forte e Mota espalmou. Na segunda tentativa, Wesley marcou para sacudir o lado A do Mangueirão.

Um tenta, outro administra

O Papão adiantou ainda mais as linhas para jogar no campo do adversário. Mas o Remo se fechou e esperou para sair no contra-ataque.

O Paysandu teve chance de marcar com Wesley Pacheco, em um bate-rebate dentro da área, e nos diversos chutes de longe de Tomas Bastos, uma das principais características do meia. Mas não tinha qualidade para finalizar de forma eficiente.

Pênalti, escorregão e confusão

Pareceu que o gol bicolor iria sair na reta final da primeira etapa quando Eduardo Ramos derrubou Micael na área. O árbitro marcou pênalti. Tomas Bastos foi cobrar, mas escorregou e isolou a bola.

Após a cobrança, teve uma confusão na área. A confusão começou com a discussão entre Fredson, zagueiro do Remo, e Léo Baiano, volante do Paysandu. Mas a briga foi contida rapidamente.

Mudança

Para a segunda etapa, o técnico Hélio dos Anjos voltou com Vinícius Leite no lugar de Wesley Pacheco. Com isso, o Paysandu começou melhor. Tinha volume de jogo mas faltava aproximação entre os jogadores para ter toque de bola e ação ofensiva.

Bobeada do Mota

Quase o goleiro Mota fez o segundo gol para o Leão. Diego Matos chutou para o arqueiro, que pegou de bico e a bola quase parou no gol, para desesperos dos alvicelestes e risos dos azulinos.

Empate bicolor

Aos 28 minutos, o Paysandu conseguiu o gol do empate. Tony deu um passe central e Vinícius Leite bateu para o gol para deixar tudo igual no Mangueirão. Foi um golaço que classificou o Papão para a próxima fase da competição.

De olho na rodada

A partir daí, Paysandu e Remo tentaram ampliar o placar. Mas não conseguiram ser efetivos. Ao mesmo tempo, a torcida estava de olho na outra partida da rodada. Juventude e Ypiranga estavam jogando no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS), e o placar era 0 a 0.

Mas no final o Ypiranga marcou com gol de pênalti de Reinaldo e tirou o Remo da fase mata-mata da Série C.

Alegria de um lado, tristeza de outro

Com o resultado, o elenco bicolor continuou no gramado fazendo a festa com a torcida. Já os azulinos desceram logo para o vestiário e inconsoláveis. A torcida do Remo também saiu rapidamente da arquibancada.

Foto capa: Tarso Sarraf
Fonte: O Liberal