Saullo Vianna propõe Frente Parlamentar para defesa da criação de Universidade Federal do Baixo e Médio Amazonas e Alto e Médio Solimões

60

Para ele, é fundamental a união de todos os deputados estaduais junto à bancada federal em Brasília a fim de que o projeto volte à pauta e seja aprovado

 

Da Redação | CNA7
[email protected]

Em decisão publicada ontem (18), o presidente Jair Bolsonaro pediu a retirada do projeto de lei que cria a Universidade Federal do Baixo e Médio Amazonas e Alto e Médio Solimões, que estava na pauta da Câmara Federal.

O deputado Saullo Vianna (PPS) usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas, nesta terça-feira (19), para anunciar que apresentou Projeto de Resolução Legislativa junto à Mesa Diretora pedindo a instalação de uma Frente Parlamentar, com a finalidade de defender a criação das duas universidades no interior do Estado.

Saullo lembrou que esteve em Parintins, no início deste mês, e participou de audiência pública realizada pela Câmara de Vereadores, para discutir a implantação da universidade no município. Para ele, é fundamental a união de todos os deputados estaduais junto à bancada federal em Brasília a fim de que o projeto volte à pauta e seja aprovado.

“Não podemos aceitar essa decisão. O Amazonas é um estado de dimensões continentais e tem apenas uma Universidade Federal, ficando atrás do estado vizinho Pará, que tem quatro universidades federais. Amazonenses que moram no interior querem ter a oportunidade de cursar uma universidade federal na sua cidade e depois, aplicar o conhecimento sem ter necessidade de se mudar para capital ”, frisou.

O parlamentar fez questão de ressaltar que esta não é a primeira vez que o governo federal dá sinais que não se preocupa com o Amazonas. “Na época da campanha, Bolsonaro disse várias vezes que tinha um olhar diferenciado pela Amazônia, pelo Amazonas. Infelizmente, na prática isso não está acontecendo.”

“A gente sabe que nossa jurisdição de legislar é em âmbito estadual mas como legítimos representantes do Estado do Amazonas, temos obrigação, nesse momento que nosso Estado vem sendo alvo de ataques constantes ao seu desenvolvimento, criar a Frente Parlamentar para que junto a nossa bancada federal, fazer cobranças a esse governo, que também tem obrigação com Amazonas”, completou.