Oficina de desenhos de história em quadrinhos é realizada com cartunista dos estúdios Maurício de Souza

62

Da Redação | CNA7
[email protected]

O cartunista Romahs Mascarenhas, que integra os estúdios Maurício de Souza, iniciou nesta terça-feira, 6/8, a oficina de “Desenhos de personagens de histórias em quadrinhos” para estudantes do 5º ano, da escola municipal Cândido Honório, no bairro Alvorada, na zona Oeste. A iniciativa é uma contrapartida ao projeto da Graphic Novel “A Última Flecha”, contemplado pelo Edital Prêmio Manaus de Conexões Culturais 2017, da Prefeitura de Manaus.

Os estudantes da unidade de ensino aprenderam sobre o processo da construção física de personagens de histórias em quadrinhos desde a concepção, rascunho até chegar à arte final, assim como os principais estilos de desenho nessa área, como o cartum (desenho de humor), o comics (super-heróis americanos) e o mangá (quadrinho japonês).

Romahs explicou que na mesma idade dos alunos já consumia bastante a cultura dos quadrinhos, mas que na época não havia cursos voltados para essa prática. “Nessas oficinas a gente descobre muitas crianças com talento. O cartum é uma arte muito prática de se ensinar. É divertida, cultural. Estamos, inclusive, rodeados por essa referência porque a cultura do século 20 é entremeada com cartum. Esse público nessa faixa etária lida muito bem com essa técnica e está mais receptivo a ser coordenado”, acrescentou.

Uma das grandes oportunidades apresentadas pela oficina foi a produção de material animado com características que representem a cultura local, com suas lendas, fauna e flora.

A pedagoga da escola, Ieda Melo, apontou que o trabalho com cartum, além da parte lúdica, também auxilia na própria prática em sala de aula. “É uma maneira mais animada de interpretar as imagens ou de criar histórias em cima dessas imagens. No meu ponto de vista, torna mais animado para os estudantes que absorvem melhor”.

E a aluna Elizabele Carvalho, 10, viu a possibilidade de escrever as histórias que imaginava em forma de desenho. “Eu vou contar uma história feita por mim com princesas e meninas da minha idade, com bosques. É uma profissão legal, seria bom crescer e virar uma cartunista ou desenhista”, declarou.

A segunda etapa da oficina de “Desenhos de Personagens de Histórias em Quadrinhos” será realizada na quinta-feira, 8/8, na mesma unidade de ensino.

‘A Última Flecha’

Sobre o projeto Graphic Novel “A Última Flecha”, o roteirista e proponente, Emerson Medina, disse que a classificação indicativa da História em Quadrinho é de 16 anos e a data de lançamento ainda será divulgada. “É uma história de vingança de um indígena, chamado ‘Guajá’, que tem sua comunidade dizimada, no período das grandes navegações. Ele inicia uma jornada de perseguição dos autores da barbárie, que vai ter reflexos nos dias atuais”, explicou o roteirista.

Texto – Alexandre Abreu / Semed

Fotos – Eliton Santos / Semed