Liceu de Parintins recebe mais de 100 interessados nas primeiras horas de matrícula para 2019

65

Em Parintins, o mesmo é realizado de forma presencial

Da Redação | CNA7
[email protected]

Nas primeiras horas após a abertura de matrículas para os cursos de Música, na manhã desta terça-feira (5/2), o Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro de Parintins (a 369 quilômetros de Manaus em linha reta) recebeu mais de 100 inscrições. Nesta quarta-feira (6/2), será a vez de matricular os interessados dos cursos de dança e, na quinta-feira (7/2), em artes visuais, teatro e audiovisual. As aulas acontecem de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 20h, e, aos sábados, das 8h às 12h.

O secretário estadual de Cultura, Marcos Apolo Muniz, comemora a grande procura pelos cursos, o que reforça, segundo ele, a importância da unidade na formação de novos artistas no Amazonas. “O potencial artístico da população parintinense já é conhecido por todos nós e possibilitar a educação e a profissionalização desses talentos é motivo de orgulho para o Governo do Estado”, afirmou.

A diretora da unidade, Andressa Oliveira, destaca que a procura começou antes das 8h, quando começou o procedimento de matrícula. Em Parintins, o mesmo é realizado de forma presencial. “Isso mostra que as atividades em arte-educação da unidade estão sendo cada vez mais bem aceitas pela população, que acredita na seriedade com que o processo de formação é conduzido”, avaliou.

A expectativa é de que 500 novos alunos sejam recebidos em 2019. As aulas iniciarão no próximo dia 11, mas as boas-vindas deles acontecerão no sábado, dia 9, a partir das 18h, com apresentações de música, teatro, dança, mostras de artes plásticas e com uma visita guiada para mostrar as dependências e o funcionamento do Liceu.

No evento, que é primeiro contato dos alunos com a escola, o coordenador dos núcleos de Artes Visuais e Audiovisual do Liceu, Erinaldo Batalha, recebe os estudantes interpretando o maestro amazonense Claudio Santoro. “Para mim, é uma oportunidade única de apresentar a identidade deste ícone da arte amazonense, orgulho do nosso estado”, afirmou Batalha.

Até dezembro, o Liceu de Parintins, unidade da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), concentrava cerca de 1.700 alunos ativos. O local oferece aulas de violão, teclado, coral, musicalização, banda sinfônica, capoeira, danças urbanas, dança de salão, dança para crianças e para terceira idade, iniciação ao desenho e pintura, técnicas de desenho artístico, teatro, noções de cinema e de fotografia.