Incentivo à leitura: professora cria biblioteca comunitária na Ilha do Cumbu (PA)

105

O projeto foi idealizado pela geógrafa, advogada e professora de comunicação, Denize Adrião, a mesma conta que o espaço não possui apoio institucional, político ou religioso

 

Suellen Nunes | CNA7
[email protected]

Localizada na Ilha do Combu, em Belém, a “Salinha de Leitura: Casa Canto do Rio” é um projeto que estimula o amor pela leitura e engaja a educação das crianças da região. O espaço existe há dez anos e oferece atividades educativas para a comunidade em geral, no local são oferecidas atividades como a Oficina do fazer, Oficina de Leitura e Oficina da Palavra.

O projeto foi idealizado pela geógrafa, advogada e professora do curso de comunicação da Faculdade Estácio do Pará, Denize Adrião, a mesma conta que o espaço não possui apoio institucional, político ou religioso. “Meu marido e eu construímos a biblioteca depois de visitar a ilha algumas vezes, pensando nisso, resolvemos ajudar de alguma forma, e foi assim que a Casa Canto do Rio surgiu”, explicou a Professora. “Nosso maior objetivo é fomentar a curiosidade dessas crianças, ajudar na escola e contribuir na sua formação”, concluiu.

Projeto Salinha de Leitura – Ilha do Combu (PA).

Uma vez por mês, a coordenadora, junto com escritores, professores e alunos visitam a biblioteca a fim de ministrar palestras, e as aulas de lettering para adultos que não foram alfabetizados. Recentemente, a casa foi escolhida para o lançamento do livro Jabuti Encantado, do escritor paraense Luís Peixoto. “Foi uma honra lançar meu livro junto às crianças e nessa ilha, os barcos passavam a menos de dez metros e tornou a ilha mágica, assim como no livro”, explicou.

As principais atividades da Salinha de leitura são: A oficina do fazer, que ensina atividades práticas como bordado, corte e costura, culinária, horta e lettering, oficina de leitura que organiza uma grande roda onde se tem discussões sobre determinados livros e a oficina da palavra, que viabiliza discussões sobre temas atuais e importantes para a comunidade da Ilha.

Fotos: Suellen Nunes