Governador Wilson Lima reafirma compromisso com qualidade da educação no Amazonas

103

É a educação e o conhecimento que nos tornam cidadãos completos

 

Da Redação | CNA7
[email protected]

O governador do Amazonas, Wilson Lima, e o secretário de Estado de Educação, Luiz Castro, participaram, na tarde desta sexta-feira (01/02), da cerimônia de abertura do ano letivo 2019, realizada no Centro de Convenções Vasco Vasques, na zona centro-sul de Manaus. Durante o evento, que marcou o início das atividades nas escolas da rede estadual, Wilson Lima destacou os desafios a serem vencidos para elevar o nível da educação no estado, reforçando que esta é uma das prioridades do atual governo. A solenidade foi transmitida para os 61 municípios do interior do estado, por meio do Centro de Mídias de Educação do Amazonas (Cemeam).

É a educação e o conhecimento que nos tornam cidadãos completos. É a base de qualquer sociedade bem sucedida. Precisamos melhorar a qualidade da nossa educação. Em 2017, pela primeira vez, o Amazonas não alcançou a média do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). No ranking do Ensino Médio, o Amazonas perdeu nove posições entre 2015 e 2017, passando do 7º para o 16º lugar. Eu falo esses números e me entristeço. A educação forma o caráter do cidadão, por isso vamos trabalhar para que esses números melhorem, garantiu o governador.

Wilson Lima também assegurou que os reparos mais urgentes nas escolas identificadas em estado precário já iniciaram. “Nós vamos disponibilizar, nesse primeiro semestre, investimentos de cerca de R$ 10 milhões para poder recuperar essas escolas e garantir que os alunos estejam estudando. Algumas delas não vão funcionar e nós teremos que realocar os alunos em outros lugares, principalmente no interior, mas já começamos esse trabalho”, frisou.

Fotos: Diego Peres/SECOM

Merenda escolar – O Governo do Amazonas assegurou, assim que a nova gestão assumiu, o envio de 1,4 mil toneladas de alimentos para merenda escolar para unidades da capital e interior. Os repasses estavam atrasados em um mês. “Essa merenda deveria ter saído daqui para o interior em dezembro. Isso não aconteceu porque estavam faltando três itens e só saiu no início deste ano. Então, aquelas escolas que estão em municípios mais distantes, como Envira e Guajará, nós poderemos ter dificuldade, mas já estamos trabalhando para contornar essa situação, assegurou o governador.

Programas educacionais – O titular da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino, Luiz Castro, anunciou aos profissionais do magistério que compareceram ao evento de abertura do ano letivo os principais eixos e programas da nova política estadual de educação. “São programas que serão implementados em benefício de alunos, professores, pedagogos, secretários, diretores e todos os profissionais envolvidos no processo educacional. A educação é o instrumento principal de construção de um futuro melhor”, destacou.

Os programas incluem fóruns com os servidores da educação, capacitações para o corpo docente, valorização dos professores, fortalecimento da segurança nas escolas, aprimoramento das políticas de regionalização da merenda escolar e atenção especial à educação indígena e nas comunidades ribeirinhas.

Metas – Luiz Castro afirmou que um dos compromissos é trabalhar para elevar os índices do Amazonas no Ideb. “Identificamos as duas causas principais dos números negativos. Um é o baixo aproveitamento escolar e as deficiências principalmente na aprendizagem de português e matemática. Outro problema grave é a evasão. São aproximadamente 18 mil alunos que desistem, que, muitas vezes, são perdidos para o mundo do crime, da depressão. Precisamos trabalhar com as demais secretarias, com a ajuda do governo como um todo, para que esse jovem não saia da escola e conclua o Ensino Médio com qualidade”, considerou o secretário.

Valorização – O Governo do Estado aposta em uma educação melhor a partir da qualificação dos educadores. “Quando nós somos valorizados no primeiro dia do ano letivo e ganhamos a oportunidade de evoluirmos no nosso estudo com cursos de mestrado e doutorado, por exemplo, nós ficamos muito gratificados. Estamos muito esperançosos de que possamos sair de uma situação no Ideb que nos desvaloriza e consigamos evoluir já para o ano que vem”, disse o professor do Ensino Médio, Ari Barroso.

Ano letivo 2019 – As aulas nas escolas da rede estadual iniciam no dia 6 de fevereiro. A Seduc-AM começará o ano com 639 escolas e 403 mil alunos matriculados. Em Manaus, irá atender 206 mil estudantes em 235 escolas, e no interior, 196,6 mil em 404 unidades de ensino. Estima-se que o ensino mediado à distância por meio do Centro de Mídias irá atender cerca de 32 mil estudantes do interior do Amazonas.

Jornada Pedagógica – Antes do início das aulas, nos dias 4 e 5 de fevereiro, os educadores e gestores participam da Jornada Pedagógica, que acontecerá nas unidades da rede de ensino estadual e terá como tema “Educação que Transforma: O Ensino e o Aprendizado das Competências no Século XXI”. O objetivo é planejar e implantar uma política pedagógica para o trabalho em sala de aula.

Durante a Jornada, a Seduc-AM vai apresentar aos profissionais do magistério três dos principais eixos que nortearão a política educacional do Amazonas, que são a garantia do acesso à escola e progresso do ensino na idade certa; garantia de equidade; e garantia do aprendizado significativo.