Cresce em 30% a participação dos servidores do Estado em cursos de capacitação

34

No primeiro semestre de 2018, 1.669 se inscreveram nos cursos oferecidos. Este ano, no mesmo período, esse número cresceu para 2.209

 

Da Redação | CNA7
[email protected]

A participação dos servidores nos cursos de capacitação oferecidos pelo Governo do Amazonas por meio da Escola Governar cresceu mais de 30%, no comparativo entre o primeiro trimestre deste ano e o mesmo período do ano passado. A Escola Governar é uma coordenadoria da Secretaria de Estado de Administração e Gestão (Sead).

Para a titular da Sead, Inês Carolina Simonetti, esse resultado positivo se deve à estratégia da atual gestão do Estado de oferecer capacitações de acordo com a necessidade dos órgãos e secretarias que compõem o Governo. No começo do ano, mais de 100 gestores responderam a uma pesquisa aplicada pela Secretaria que buscou ouvir as deficiências dos órgãos em relação aos treinamentos e competências a serem desenvolvidas.

“Essa estratégia é uma determinação de governo, com o objetivo de melhorar a eficiência dos serviços oferecidos a população, mas também é uma forma de valorizar os servidores, uma vez que, ao incentivar a capacitação, o Governo traz satisfação profissional aos nossos colaboradores”, explicou Inês Somonetti.

No primeiro semestre de 2018, 1.669 se inscreveram nos cursos oferecidos. Este ano, no mesmo período, esse número cresceu para 2.209. Os dados revelam ainda que o aumento se deve à adesão dos servidores aos conteúdos e oportunidades oferecidos, uma vez que a quantidade de cursos teve um leve crescimento entre os seis primeiros meses do ano passado em relação ao mesmo período deste ano: subiu de 34 para 38.

As atividades da Escola Governar em 2019 começaram com a participação de todos secretários e também do próprio governador do Estado, Wilson Lima, durante o Workshop de Administração Pública para Gestores, realizado nos primeiros dias da nova gestão. Entre as capacitações oferecidas ao longo dos primeiros seis meses deste ano, estiveram Uso do Sistema de Controle de Diárias e Passagens (SCDP) e do Sistema de Gestão de Material e Patrimônio (Ajuri), Redação Oficial e Jurídica e Libras Básico para Atendimento.

Na avaliação da coordenadora da Escola Governar, Juliana Peixoto, o primeiro semestre atendeu a demandas urgentes diretamente ligadas ao funcionamento dos diversos órgãos e entidades do Estado. Ela cita a capacitação sobre o SCDP, Ajuri e sobre o Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (e-Social).

“Houve ainda ênfase em cursos voltados à administração pública e ao cultivo de uma gestão eficiente. É dessa forma que a Escola Governar está contribuindo para a excelência do serviço público, investindo no desenvolvimento de competências individuais dos servidores”, disse Juliana.