Corregedoria da Segurança Pública trabalha na modernização dos atendimentos e audiências

84

A Corregedoria Geral do Sistema de Segurança Pública trabalha na implantação de um sistema que permitirá o acompanhamento virtual dos procedimentos instaurados, tornando o atendimento ao público mais eficiente. Outra novidade é a realização de audiências audiovisuais, que contribuirão com a celeridade na tramitação dos processos. A modernização dos trabalhos promoverá economia de recursos. 
A implantação das novas ferramentas está em fase de desenvolvimento pela equipe de tecnologia da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), de acordo com o corregedor-geral, coronel Hildeberto Santos. A proposta é informatizar todos os processos e que, por meio de um sistema, a população possa fazer denúncias e as partes consigam acompanhar virtualmente o andamento dos procedimentos instaurados.

O mecanismo também permitirá que servidores do Sistema de Segurança Pública do Estado realizem consultas para saber se respondem a algum procedimento administrativo ou sindicância, e solicitem certidão de antecedentes.

Os processos instaurados também deverão ter maior celeridade com a gravação em vídeo das audiências, como explica o corregedor. “Com as audiências gravadas em vídeo, não haverá mais a necessidade da digitação delas, tornando o procedimento mais rápido. Com isso, conseguiremos realizar mais audiências em um único dia, além de economizarmos também no consumo de papel”, destacou.

Canais de denúncias – Denúncias referentes à atuação de servidores do Sistema de Segurança do Estado podem ser feitas na sede da Corregedoria, que funciona no Shopping Via Norte, na avenida José Henrique Bento Rodrigues, Monte das Oliveiras, zona norte, pelo telefone 3652-0793 ou pelo e-mail [email protected]gov.br.

Também é possível fazer as denúncias nas corregedorias das Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros e Departamento Estadual de Trânsito (Detran), e nas promotorias especializadas no controle da atividade policial.

No interior do Estado, as denúncias devem ser encaminhadas ao Ministério Público, que repassa as informações para a Corregedoria na capital.