Conselho de Artes do Boi Caprichoso mantém ritmo acelerado nos trabalhos do projeto de arena 2019

59

No Galpão Central Azul e Branco, as bases alegóricas são organizadas para receber os artistas e suas respectivas equipes

 

Marcos Felipe | CNA7
[email protected]

Na busca do tricampeonato do Festival Folclórico de Parintins, o Conselho de Artes do Boi Caprichoso mantém um ritmo acelerado no planejamento e atividades do projeto de arena 2019. No Galpão Central Azul e Branco, as bases alegóricas são organizadas para receber os artistas e suas respectivas equipes.

Após os triunfos de “A Poética do Imaginário Caboclo”, em 2017; e “Sabedoria Popular, uma Revolução Ancestral”, no ano passado, o Boi da estrela na testa, faz ressoar em 2019 “Um canto de Esperança para a Mátria Brasilis”.

A trilogia temática da gestão do presidente Babá Tupinambá e do vice-presidente Jender Lobato está muito próxima de ser coroada com três títulos consecutivos, um feito alcançado pela última vez nos anos de 1994, 1995 e 1996.

Ericky Nakanome, presidente do Conselho de Artes do Boi Caprichoso destaca o desenvolvimento do projeto de arena e dos trabalhos iniciais no Galpão Central de Alegorias. “Estamos encerrando a parte de desenho dos figurinos, as alegorias já estão desenhadas e na outra semana faremos a entrega dos projetos aos nossos artistas”. Peça primordial do projeto “Um canto de Esperança para a Mátria Brasilis”, o CD 2019 pode ser considerado o ápice da trilogia musical azul e branca desde 2017. “