Comunidades do Mamuru ganham três novas escolas

195

As comunidades Monte Sinai do Trapiá, Manaim e Santo Antônio do Arauá, localizadas no rio Mamuru, ganharam nesta sexta-feira, 04 de outubro, três novas escolas. Os educandários, de uma sala de aula, foram construídos com recursos da Prefeitura de Parintins e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

A inauguração das escolas foi comandada pelo prefeito Bi Garcia e teve a participação de comunitários, do vice-prefeito Tony Medeiros, secretários municipais e vereadores.

Eliézio Figueira, presidente da comunidade do Trapiá, conta que antes da escola inaugurada pela Prefeitura, os alunos da comunidade estudavam em um barracão de palha com chão batido. “Como pai de aluno, muitas vezes ficava triste pelo meu filho não ter um lugar adequado para estudar. Agora o meu filho e os filhos de nossos comunitários vão poder estudar numa escola de qualidade, decente”, comenta Figueira.

O professor Gilmar Oliveira, que atua na comunidade Manaim, enfatiza que as novas escolas dão a oportunidade dos educadores terem melhores instrumentos de trabalho, além de resgatarem a cidadania do povo da região. “Para mim é um motivo de muita alegria estar participando da inauguração e receber uma escola de nível internacional, climatizada, com materiais muito bons para trabalhar. Com certeza vamos melhorar a qualidade de ensino e os alunos vão aprender muito mais”, acrescenta.

Apesar de serem comunidades com número reduzido de alunos, o prefeito Bi Garcia ressalta que os investimentos feitos pela Prefeitura na educação são essenciais para o desenvolvimento da região do Mamuru. “O investimento tem o compromisso e responsabilidade de garantir o futuro das crianças. Não é pelo número de alunos, mas sim pelo compromisso social que temos com o povo da zona rural”, frisa o prefeito.

Água no Jirau

Com recursos próprios, a Prefeitura de Parintins também entregou um novo sistema de abastecimento de água para a comunidade Santo Antônio do Arauá. O projeto Água no Jirau beneficia todas as residências do quadro comunitário através de rede de distribuição.

Fotos: Yuri Pinheiro