Comissão Eleitoral do Caprichoso analisa documentos para aclamar chapa de Jender e Karu

135

A chapa formada pelo advogado Jender Lobato e artista plástico Karu Carvalho foi a única inscrita na eleição para a presidência da Associação Cultural Boi-Bumbá Caprichoso, dentro do prazo estabelecido em edital, dia 17 de agosto, sábado. A informação foi repassada pelo presidente da Comissão Eleitoral do Boi Caprichoso, juiz Mauro Moraes Antony, à redação do Portal Parintins 24 Horas.

O magistrado diz que agora a comissão avalia toda a documentação apresentada pelo candidato à presidente e candidato à vice-presidente para aceitar a inscrição. De acordo com Mauro Antony, somente depois dessa fase, conforme prevê o Estatuto Social do Boi Caprichoso, a chapa vai ser aclamada. “Recebemos a inscrição e analisamos os documentos, porque, a chapa para ser admitida, tem que preencher os requisitos do estatuto”, explica o juiz.

Para o registro de candidatura, Jender e Karu ingressaram com uma ação cível, com pedido de suspensão dos requisitos previstos no artigo 55 do Estatuto do Boi Caprichoso, por entenderem que ferem a isonomia, são abusivos e ilógicos. A juíza Mônica Cristina do Carmo, da Comarca de Manaus, deferiu a representação, suspendeu a eficácia do artigo 55 e determinou o registro de candidatura dos requerentes ao presidente da Comissão Eleitoral.

No entendimento de Jender e Karu, a vedação, descrita no parágrafo terceiro do artigo 55, “será indeferido o pedido de registro de candidato que: a) esteja exercendo cargo público, eletivo partidário; b) ocupe cargo ou função pública comissionada, por nomeação ou mandato eletivo”, inviabiliza, na prática, a participação de candidatos que trabalhem. A juíza Mônica Cristina considerou as alegações dos requerentes e concedeu a liminar, conforme os requisitos legais.

Leia a decisão na íntegra:

LIMINAR BOI

Reprodução: Parintins 24 horas