Após liberdade, Doutor Bumbum posta texto sobre vítima: ‘Uma amiga’

90

Lilian Calixto de Lima morreu um dia após se submeter a um procedimento com o Doutor Bumbum

 

Da Redação | CNA7 

[email protected]

médico Denis Cezar Barros Furtado, conhecido como Doutor Bumbum, deixou a prisão na quarta-feira (30) e publicou um texto nas redes sociais no qual se refere à bancária Lilian Quezia Calixto de Lima Jamberci, de 46 anos, como “amiga”.

Denis foi preso suspeito de envolvimento com a morta da paciente. Ela foi submetida a um procedimento de aplicação da substância PMMA — um derivado de acrílico — nos glúteos, um dia antes de morrer.

“A perda irreparável de uma mãe, filha e esposa, e para mim uma amiga, jamais será reparada, porém agora a família poderá buscar o que deseja, justiça verdadeira”, diz o trecho final do texto publicado por Doutor Bumbum.

O médico diz ainda ter “finalmente a oportunidade de esclarecer ponto a ponto o caso Lilian Calixto, de uma forma mais objetiva”. Ele destaca que pretende falar mais sobre o processo nos próximos dias.

Doutor Bumbum ficou cerca de seis meses preso no Complexo Penitenciário Bangu 8, na Zona Oeste do Rio. Desembargadores da 7ª Câmara Criminal do Rio de Janeiro decidiram coloca-lo em liberdade.

Com informações Notícias ao Minuto