Aldo o ‘campeão do povo’ vence e se consagra como o maior peso pena da história do MMA

108

A vitória ocorreu por nocaute no início do segundo round

 

Gilson Almeida | CNA7
[email protected]

O manauara, José Aldo Júnior, fez o público do UFC em Fortaleza vibrar ao nocautear o também brasileiro Renato Moicano no início do segundo round. A luta ocorreu na madrugada deste domingo, 3, no Centro de Formação Olímpica do Nordeste (CFO), em Fortaleza.

Após o primeiro round de estudo, José Aldo foi para cima de seu adversário acertando uma série de golpes no rosto de Moicano até a arbitragem encerrar a luta por nocaute técnico.

Depois da vitória, Aldo agradeceu o público pelo carinho e pelo apoio. “Galera, muito obrigado pelo carinho. Hoje entrei aqui como azarão e sabia que vocês estariam do meu lado. Mesmo que muitos falem que você não vai conseguir, trabalhe duro que você vai conseguir atingir todos os seus sonhos”, disse Aldo.

Aldo (á direita) venceu Moicano (á esquerda), manauara era azarão nas bolsas de apostas.

Não ter feito a luta principal foi uma supresa para os fãs do esporte e o lutador natural do Amazonas explicou que foi a decisão de seu treinandor, Dedé Pederneiras, que não queria que Aldo fosse submetido a uma luta de cinco rounds. O lutador tem 32 anos e deseja realizar mais três lutas antes de se aposentar.

O manauara tem 28 vitórias e 4 derrotas no MMA, sendo 10 vitórias no UFC. Ele foi campeão da categoria pena (até 66,2kg). entre 2009 a 2015, Aldo perdeu seu cinturão ao ser derrotado pelo lutador irlandês Connor McGregor. Após isso, Aldo passou por uma fase difícil em sua carreira. Chegou a perder duas vezes para o atual campeão Max Holloway, o que diminuiu suas chances de reconquistar o título.

Em discurso direcionado ao presidente do UFC, Dana White, Aldo disse que deseja lutar novamente no Brasil, em Curitiba no mês de maio. “Quero lutar 11 de maio em Curitiba. Dana, quem vai ser o meu próximo adversário?”, falou o lutador.